quarta-feira, 10 de outubro de 2007

O ataque dos bambis assassinos


Num recente livro John Mueller, um académico americano, constata que o número dos seus concidadãos mortos por terroristas desde 1960 "é aproximadamente igual ao número de mortos no mesmo período em resultado de acidentes provocados por veados".

Fiquei incomodado quando li isto. Até este momento sempre tinha gostado de ver os veados no Richmond Park em Londres. Agora dou por mim a olhar para eles com suspeição e ressentimento. Naturalmente, devemos ser cuidadosos para não generalizar a respeito dos veados. A maior parte deles vive vidas pacíficas. Mas certamente que é loucura cegarmo-nos perante a ameaça assassina colocada por uma pequena mas fanática minoria da comunidade dos veados! Uma ideologia abominável alojou-se entre as suas armações. Eles parecem decididos a matar e morrer em prol de uma fantasia mortífera - regressar a uma idade de ouro em que os veados controlavam as florestas da Europa medieval.

Gideon Rachman, Financial Times 9 de Outubro

4 comentários:

Bianca Castafiore disse...

Muito interessante reflexão, Igor!... :)

Igor disse...

LOL o artigo desenvolvia a ideia para ridicularizar o terrorismo psicológico dos que usam o terrorismo político como desculpa para limitação das nossas liberdades. Mas a introdução do artigo é simplesmente deliciosa. ;)

Bianca Castafiore disse...

Está perfeito! (eu acho!)Uma delícia, mesmo!

GMaciel disse...

Alegoria muito interessante.
;)