quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Ninguém disse que a vida era justa

Se o mundo fosse justo, cada um teria exactamente aquilo que deseja aos outros. Assim, os partidos que defendem regimes monopartidários e a instauração de ditaduras, como o PCP ou o PNR, seriam extintos e proibidos.
No entanto, a democracia exige que toleremos os anti-democratas. É vida.

2 comentários:

mm disse...

os partidos que defendem regimes monopartidários e a instauração de ditaduras, como o PCP ou o PNR, seriam extintos e proibidos.

E assim teríamos um belo paradoxo. Os PNRs receberiam a extinção, os democráticos o expectro completo dos partidos.

Quoi faire?

Como não quero andar por aqui totalmente clandestina, sou a Marca Amarela que-deus-tenha. :)))

Igor disse...

Maaaarca! Bons olhos te leiam!

"Quoi faire?"
Tolerá-los... a menos que resolvam fazer a revolução.

Bjs e aparece, mulher de deus (salvo seja). Vê lá se convences a Zé a marcar uma almoçarada quando vieres cá abaixo.