domingo, 1 de julho de 2007

Lança-se contra o feminismo

Confesso: a debilidade mental dos neoliberais em geral e a estupidez gananciosa (gananciosa porque parece que querem ficar com todas as parvoíces do mundo só para si) de alguns deles exercem uma certa atracção sobre mim.
Entre eles, reina por cá uma senhora que ao que parece tem 82 anos e uma mentalidade de 820, que nos ultimos tempos se tem dedicado a criticar a homossexualidade, a sodomia e mais recentemente, pelo que leio, o fellatio. De fora ficou o cunnilingus, o que como é apontado aqui revela que a senhora, lá por ser idosa e neoliberal (ou seja, conservadora) não quer dizer que esteja jarreta, não dê uns toques e não saiba o que diz. Pode só dizer disparates, mas não os diz sem ter alguma fisgada. Como dizia o Nelo no vídeo que aqui há uns dias pus, ela também deve gostar da macacada.
Só não percebo muito bem porque é que ela é tão anti-feminista mas com certeza que Freud o explicaria de alguma estranha forma. A alternativa é esperar que ela escreva mais uns posts. Ao fim de uns quantos, percebemos a causa da homofobia e da rejeição da sodomia e do fellatio. Quem diria?

3 comentários:

Vandedecken disse...

Caro Igor:

Fui ler o texto de Patrícia Lança sobre as feminazis e não me parece que seja preciso o Freud para o explicar. Ele explica-se a si próprio.

Trata-se duma crítica cogente, bem estruturada e bem articulada do feminismo radical - movimento que também a mim já me chateia um bocado.

Só discordo dela num pormenor: Lança faz radicar o feminismo no marxismo, ou seja no Mal absoluto; enquanto que para mim, nem o marxismo é o Mal, nem o feminismo radica nele. Aproveitou-se, é certo, de alguns chavões e de algumas formulações do marxismo no tempo em que este «estava a dar»; mas foi uma aproximação cosmética, mimética, oportunista.

Quanto a outras posições de Lança, nomeadamente sobre a homossexualidade, a sodomia e a felação, ainda não as li. Se são as que tenho visto descritas nos blogs, são com efeito grotescas; mas enquanto não as ler com os meus próprios olhos prefiro ter cuidado com as caricaturas.

Igor disse...

Dizer que um homossexual de 20 anos tem 50% de hipóteses de não chegar aos 40 é uma caricatura dela própria (e isto li eu). :-D

Quanto ao feminismo, ela simplesmente juntou ali alguns dos temas favoritos dela: o exorcismo do seu passado marxista, ou a responsabilidade de qualquer mentalidade progressista no colapso eminente do Ocidente. É um facto que há excessos no feminismo. Mas com esses posso eu bem, dado que são sempre marginais.

Bianca Castafiore disse...

Igor, desculpe, mas tenho dificuldade em perceber essa límpida relação causa-efeito entre a idade que a dita senhora poderá ter e a rejeição da fellatio, da sodomia e da homossexualidade.
Parece-me perigoso ver as coisas nessa base determinista. Para além de achar uma perda de tempo o que ela gasta a escrever estas coisas e o que se gasta a escrever sobre estas coisas que ela escreve!... :)
Gostos não se discutem, definitivamente. Os casais que se entendam sobre os prazeres que gostam de partilhar. Qualquer uma dessas actividades sexuais mencionadas tem séculos se não milénios de tradição: não me parece que apreciá-las/não as apreciar revele algo sobre a "modernidade"/não-modernidade do sujeito em causa. Pode apreciar-se fellatio ou cunilingus e ser completamente conservador, ou ao contrário .
Por isso acho tudo isto um bocadinho simplista... :) As preferências sexuais das pessoas não são reveladoras de grande coisa acerca das outras áreas da sua personalidade, receio bem.
Decerto não preciso de lhe recordar alguns notáveis conservadores homossexuais, alguns notáveis puritanos revolucionários e algumas pessoas que adoram sexo mas detestam ser sodomizadas?...:)
Acrescento que estou apenas a comentar o que diz aqui, pois recuso-me a perder tempo com escritos do tipo dos que têm dado origem aos seus posts sobre este assunto.