domingo, 19 de agosto de 2007

Arroja NÃO É liberal, ok?

Devido a um comentário no 5dias, encontrei este post antigo no blog do MLS. Bom, tudo aquilo incomodou-me terrivelmente e tenho de pôr uns pontos nos i.
Arroja é dos melhores exemplos do pseudo-liberalismo português. De extrema-direita, afirma que os melhores períodos da História ibérica foram as ditaduras de Franco e Salazar. Anti-semita, acusa os judeus de todas as barbaridades à face da terra e opõe-se à condenação pública do Holocausto. Homofóbico, a sua fixação pelo tema vai ao ponto de afirmar, após profunda investigação, que Hume e Smith formaram um lobby gay.

E a lista poderia continuar eternamente. Duvido que qualquer uma destas coisas seja integrável no espírito da Internacional Liberal, da ALDE (que deve provavelmente ser o único partido do Parlamento Europeu que dedica uma parte do seu site à luta contra a homofobia) ou do MLS.

Pronto, já está. Agora vou lavar a boca. Falar muito de Arroja enoja.

3 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns pelo post, e pela atitude.
António Figueira

max disse...

Ora nem mais. Sigo o caro Figueira.

Igor disse...

Obrigado aos dois, e já agora, só por curiosidade, fui confirmar a minha suspeita: a ALDE é o único grupo parlamentar europeu que tem uma secção do site oficial exclusivamente dedicada à luta contra à homofobia (os outros grupos nem sequer nomeiam a questão): http://www.alde.eu/index.php?id=glbt.

Eu sei (já tive esta discussão com eles) que Arroja e companhia afirmam que a ALDE não é liberal. Pois que diga. Meia dúzia de bloggers estão longe de representar qualquer ameaça à ideologia liberal. Tarde ou cedo vão ter de abrir os olhos e assumir o que são: conservadores na melhor das hipóteses.