sexta-feira, 17 de agosto de 2007

O capitalismo nasceu de uma relação homossexual


É Pedro Arroja quem o diz.

Os maiores representantes do utilitarismo e do liberalismo clássico (Hume e Smith) tiveram (na sua opinião, como ele sistematicamente afirma) uma relação amorosa que terá durado décadas.


Não me incomoda a investigação em si. De facto, tanto me dá como se me deu que os dois tenham sido homossexuais. Não fico nem mais feliz nem mais triste.

A única coisa que me incomoda é que a homossexualidade incomode tanto a Direita grunha da nossa praça. Do Blasfémias (com João Miranda) ao Insurgente (com Sette Câmara e Lança) e deste ao Portugal Contemporâneo (com Pedro Arroja). É nestas alturas que lamento não saber mais de Psicologia. Tenho curiosidade em saber que traumas os levaram a ser assim.

1 comentário:

Bianca Castafiore disse...

Em geral, são os esqueletos no armário que levam a este tipo de sanhas... Mas, claro, ele há excepções...